Menu

The Journaling of Refsgaard 330

deathcourse64's blog

Do Habitual Ao Digital, Passo A Passo (resumo Especial)


McAfee Muda Nome De Antivírus; Marca é Substituída Por Intel Security


O que é ouvido por aí: se você tem uma legal ideia, de imediato podes começar sua startup (aplicativo, sistema, empresa…). visite este link do site : começar na ideia é o pior caminho pra começar um negócio. Pela estréia do meu web site por aqui no Estadão, conto um caso pessoal que me ensinou alguma coisa pouco valorizado por empreendedores que querem gerar tua startup: validação.


É comum atrelar a palavra ideia a inovação e ao universo de startups. Ter uma interessante ideia é um conceito relativo, no fim de contas como saber se a ideia é bacana? E ainda sendo assim, esse conceito continua atrapalhando a existência de incalculáveis empreendedores novatos. A toda a hora fui empreendedor. Nunca fui empregado de ninguém.


  1. Três - S.e.o. (otimização para motores de buscas) se adaptando a novos hábitos e tecnologias

  2. Faturamento médio mensal: R$ vinte e cinco as páginas da web relacionadas

  3. Elucidar sobre isso os efeitos do álcool no organismo

  4. Diária média de hotéis: R$ 156

  5. 4 Avaliação da estratégia



  6. E isto não é porquê de orgulho ou merece elogios. É só como minha história se desenrolou até aparecer hoje, a trabalhar com inovação pra grandes corporações. E ser empreendedor desde a todo o momento me faz entender periodicamente com base pela tentativa e erro. É agradável e estimulante, porém o lado b é que isso custa caro: tal a respeito do aspecto do tempo quanto do dinheiro.


    Comecei como internet designer freelance, depois juntei com amigos conforme tive mais demandas. O trabalho foi crescendo e a gente precisava emitir nota fiscal. Pedi dinheiro emprestado para minha mãe e elaborei a primeira corporação com alguns destes amigos. Criamos uma agência internet para fazer websites, todavia assim como tinha gente que consertava micro computador e uns que faziam videos.


    Uma mistura total e sem tópico. A toda a hora recebíamos ligações de empreendedores de menor porte querendo criar seus websites. Quando falávamos o valor mínimo pra um site descomplicado, as pessoas desse perfil do outro lado da linha sempre diziam que era caro, entretanto que queriam muito um site. Eram donos de mecânicas, salões de boniteza, restaurantes da vizinhança… Todo mês tinham pedidos sendo assim.


    Pensávamos que eram consumidores que havíamos perdido, por não termos um preço adequado. O instante eureka: ter uma ideia miliardária! Daí veio a famigerada ideia: semelhantes páginas de internet não gerar um web site que estas pessoas possam criar tuas próprias páginas online e publicar seus serviços? consulte a página eu e meu time sabíamos que não adiantava só ter um web site, era preciso acudir na divulgação também. Continuação /p>

    Desse modo ele seria um espaço onde as pessoas poderiam digitar coisas como “manicure no bairro X da cidade Y” e achariam as páginas das pessoas cadastradas com essas informações. Nascia aí o Meu Trampo (que na época nem sequer chamávamos de startup). apenas clique aqui inteiro construindo o Meu Trampo. Leia na íntegra a escrita mais experiente e semana após semana a gente ia deixando a plataforma do jeito certo.

Go Back

Comment

Blog Search

Comments

There are currently no blog comments.