Menu

The Journaling of Refsgaard 330

deathcourse64's blog

Victor Lopes/2018 (1º Semestre)

“Já Fizemos Alguns Anúncios Pela Página


Graduado em Intercomunicação Social/Publicidade e Propaganda na Instituição Federal do Pará e pós-graduado em Marketing Digital na Fundação Getúlio Vargas. Mora em Belém e, desde 2011, é assessor de intercomunicação da Secretaria de Comunicação do Pará (Secom). Hoje, atua nas áreas de Redação Publicitária, Planejamento de Marketing, Organização de Eventos e Intercomunicação Digital.


Seu amigo Rodrigo Scarpa, o Vesgo, é mais econômico pela exibição de sua vida pessoal. “Uso o Twitter como ferramenta de trabalho”, reconhece. “Se uma piada tem vários Nele, Há Só Uma Postagem Até Imediatamente , é por causa de tem êxito.” Entusiasmado: ele deixa entrevistados corados com tuas perguntas indiscretas, porém quando está no centro das atenções não fornece detalhes sobre isto namorada, viagens nem ao menos tarefas domésticas. Com 1,quatro milhão de seguidores, o perfil de Mano Menezes no Twitter é terceirizado. Ou quase isso. A jornalista Camilla Menezes, filha de Mano e assessora de imprensa, está por trás das artigos diárias do técnico do Corinthians.


“Escrevemos a 4 mãos”, garante Maisa Conta Que Cuida Do Respectivo Dinheiro: “Sou Econômica, Não Pão Duro” . As mensagens e o comportamento de Mano pela rede exercem parte de uma jogada de marketing super bem pensada no começo do ano anterior. Quais focos poderiam ser assediados e a circunstância de publicar durante treinos foram novas das perguntas discutidas. Mano e equipe resolveram por anunciar “apenas” de duas a 4 mensagens diárias. “Há muita cobrança e poderiam raciocinar que o Twitter estava atrapalhando o serviço do Mano nos gramados”, O Alcance Orgânico Podes Amparar Teu E-commerce .


Em tal grau cuidado deu certo e, nas primeiras semanas, o endereço já somava 30 000 seguidores. Na twittosfera, acusaram-no de usar programas para atingir seguidores-fantasma. “Nunca fizemos isso”, diz a filha. Segundo ela, as mensagens do pai chegaram a repercutir em 40 manchetes de jornais em um estágio de dois meses.


Assuntos pessoais e notícias de verdade quase não aparecem. Até a última quarta-feira (21), nenhuma palavra sobre a possível ida de Mano para o comando da seleção brasileira havia entrado no ar. Se você prontamente passou da adolescência, porventura nunca ouviu conversar do paulistano Eduardo Surita, um dos três autores do site Vida de Guri, do site da revista CAPRICHO, da Editora Abril, que publica Acesse SÃO PAULO. O jovem de 16 anos arrebatou o coração de meninas que enchem seu Twitter de elogios, beijos e juras de carinho.


Dudu (pros íntimos) tirava fotos em moradia e de imediato fazia sucesso entre as amigas do Orkut até que, em março do ano anterior, apareceu pela primeira vez no site Colírios, assim como do website da CAPRICHO. Foi aí que as mocinhas não o deixaram mesmo em paz. Próximo com outros dois pirralhos (um do Rio de Janeiro e outro de Santa Catarina), ele começou a contar sua rotina pela rede — hoje em dia, o website Existência de Moço recebe, em média, 78 000 acessos por dia. Os 3 bem como apresentam um reality show na MTV, o ‘Colírios Capricho’, que elegerá o quarto integrante do grupo.



  • 9 pecados capitais que você não podes cometer no seu Instagram

  • Date: Quatro de julho de 2013

  • dez sugestões pra começar a gravar filmes com propriedade

  • Proposta comercial com planos e valores acessíveis

  • Foque pela interação social




  • “Com o Twitter consigo ter uma ligação mais aberta com as fãs”, acredita Dudu. Aviso às seguidoras: ele está namorando, pretende preparar-se publicidade e ser apresentador de Televisão. Se você tem mais de quinze anos e reconheceu o sobrenome, é isto mesmo. Casaco de oncinha, madeixas verdes e coturnos de vinil.


    Esse pode ser o figurino de MariMoon, VJ da MTV, em um dia chuvoso pela capital paulista. Avon Ganha Pela Estreia Da Classe Maquiagem este jeitão, digamos, um tanto contrário, a paulistana Mariana Lima, de vinte e sete anos, começou a receber fama e dinheiro pela web sete anos atrás. Antes de revelar sua história, uma ressalva respeitável: MariMoon é codinome, e não uma personagem. “Sou dessa maneira mesmo, meio grunge, meio gótica, meio indie, meio hippie”, define-se. Mari colocou no ar teu primeiro blog em 1997. 3 anos depois, fez um site e, no momento em que ganhou uma câmera digital, só queria saber de fotografar.


    Desenvolveu um fotolog, em que postava exclusivamente imagens suas com looks variados. A página chegou a receber 300 000 visitas por semana. “Daí fui capa de revista, estrelei uma campanha publicitária, e me chamaram pra trabalhar na MTV”, lembra. Maníaca por tecnologia, MariMoon hoje faz de teu Twitter a principal maneira de comunicação com os fãs que coleciona há tempos.


Go Back

Comment

Blog Search

Comments

There are currently no blog comments.